Ida.
Partida.
Vida.
Carinho, afeto, ninar, doçura, memória sobre um corpo vivo que passeia entre meu dedos e surge no plexo solar.
Nada jamais és vazio!
Me constituo de suas sensações que aqui nos foi presenteado.
Fulgura.
Espectro.
Sonho etéreo de amor.
Em um tom único de seu degradê te sinto mais presente mim, e eu aqui entre sua ida e vindas, me ponho a lembrar.

texto: ELTON SACRAMENTO

música do video: PEDRO ZOPELAR